Ranking de Liberdade Econômica 2018 vs. Índices de nível de vida

Ranking de Liberdade Econômica vs. Índices de Nível de Vida
Clique na imagem para visualização em alta definição

O ranking de liberdade econômica, publicado todo ano pela The Heritage Foundation, propõe mensurar os princípios de liberdade econômica em 186 países. Define-se essa liberdade como:

O direito fundamental de todo ser humano em controlar seu próprio trabalho e propriedade. Em uma sociedade economicamente livre, indivíduos são livres para trabalhar, produzir, consumir e investir da forma que preferirem. Em sociedades economicamente livres, governos permitem o trabalho, o capital, e as mercadorias de se moverem livremente, e evitam de usar coerção ou restrição, além do necessário, sobre a liberdade, a fim de protegê-la e mantê-la.

O índice é mensurado de acordo com 12 fatores quantitativos e qualitativos, agrupados em quatro abrangentes categorias, ou pilares, de liberdade econômica:

  1. Estado de direito (direito de propriedade, integridade do governo, efetividade judicial)
  2. Tamanho do governo (gastos do governo, peso dos impostos, saúde fiscal)
  3. Eficiência regulatória (liberdade de negócios, liberdade de trabalho, liberdade monetária)
  4. Abertura de mercado (liberdade de comércios, liberdade de investimentos, liberdade financeira)

O Ranking de Liberdade Econômica de 2018

PosiçãoPaísPontuaçãoClassificação
Hong Kong90.2Livre
Singapura88.8Livre
Nova Zelândia84.2Livre
Suiça81.7Livre
Austrália80.9Livre
Irlanda80.4Livre
Estônia78.8Predominantemente Livre
Reino Unido78.0Predominantemente Livre
Canadá77.7Predominantemente Livre
10ºEmirados Árabes Unidos77.6Predominantemente Livre
11ºIslândia77.0Predominantemente Livre
12ºDinamarca76.6Predominantemente Livre
13ºTaiwan76.6Predominantemente Livre
14ºLuxemburgo76.4Predominantemente Livre
15ºSuécia76.3Predominantemente Livre
16ºGeorgia76.2Predominantemente Livre
17ºHolanda76.2Predominantemente Livre
18ºEstados Unidos75.7Predominantemente Livre
19ºLituânia75.3Predominantemente Livre
20ºChile75.2Predominantemente Livre
............
153ºBrasil51.4Pouco Livre

Ranking completo em: https://www.heritage.org/index/ranking

Liberdade Econômica e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)


O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é a medida mais amplamente usada para se medir as condições e o desenvolvimento de um país. Criado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (sigla UNDP em inglês), é um índice composto por dados compilados de expectativa de vida, educação e Pib per Capita de cada país membro da ONU. Sua classificação separa os países como desenvolvidos (IDH muito alto), em desenvolvimento (IDH médio e alto) e subdesenvolvidos (IDH baixo).

O gráfico acima traz o Ranking de liberdade econômica no eixo X (com a pontuação variando de 0 a 100 de acordo com a Heritage Foundation) e o IDH no eixo Y (com a pontuação variando de 0 a 1 conforme UNDP). Sendo cada ponto azul um país, em uma amostra de 166 países fica evidente a tendência de quanto maior a liberdade econômica, maior o IDH dos países, em média.

Liberdade Econômica e Pib per Capita


O Pib per Capita Nominal divulgado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) é uma medida que soma o valor de todos os bens e serviços produzidos por um país e os divide pelo número da população do mesmo. Embora seja um índice que deva ser analisado com cautela, pois o Pib per Capita não é exatamente uma medida de renda pessoal, ainda é uma medida que serve como base para medir a riqueza de uma nação. A relação com a liberdade econômica também fica evidente aqui, no eixo X temos o ranking da Heritage (variando de 0 a 100) e no eixo Y o Pib per Capita em dólares de cada país. Na amostra com 166 países, sendo cada ponto azul um deles, é evidente que quanto mais liberdade econômica, maior o Pib per Capita.

Liberdade Econômica e Índice de Qualidade de Vida


Por fim temos o Índice de Qualidade de Vida, em inglês Where to be born Index (traduziria-se literalmente como Índice de onde nascer), criado pela revista The Economist. Este índice propõe mensurar quais países oferecem as melhores oportunidades para se ter uma vida saudável, segura e próspera. A metodologia do índice avalia desde o Pib per capita e expectativa de vida, até o clima dos países, a qualidade de vida familiar (baseado na taxa de divórcios), o índice de corrupção, segurança, estabilidade dos empregos e liberdade política.

Por abranger tantos quesitos em sua metodologia o Where to be born Index se tornou um dos principais índices para se avaliar a qualidade de vida em um país. No gráfico acima, temos novamente no eixo X a classificação dos países no ranking de liberdade econômica (pontuação de 0 a 100) e no eixo Y o índice de qualidade de vida (variando de 0 a 10). Com uma amostra de 76 países, sendo cada ponto azul um deles, novamente também temos uma clara tendência de que quanto maior a liberdade econômica, maior a qualidade de vida.

Liberdade Econômica e o Brasil

Amargando o 153º lugar entre 180 países avaliados, o Brasil não para de despencar no ranking de liberdade econômica. Em 2014 estávamos no 100º lugar, em 2015 no 114º lugar, em 2016 no 118º lugar e em 2017 no 140º lugar. Os monumentais escândalos de corrupção desmembrados nos últimos anos, a fervorosa crise política que levou ao impeachment de um presidente e a crise econômica foram as principais causas dessa regressão no ranking.

Os piores quesitos em que o Brasil se encontra hoje, segundo a Heritage, é a saúde fiscal e a integridade do governo. Com a demora na aprovação da PEC que limita os gastos do governo, e o adiamento na implementação das reformas, o endividamento do Brasil saltou de 50% do PIB para 70% em 2017. (confira aqui os países mais endividados)

Conclusão

É fato empírico de que a liberdade econômica traz prosperidade e melhores condições de vida para um país. O próprio índice encarrega-se de documentar os avanços econômicos e sociais dos países melhor colocados no ranking. Con o entuito de reforçar essas evidências, correlacionamos então a liberdade econômica com os principais indicadores de qualidade de vida, a fim de afastar as dúvidas de quem ainda hesitava em perceber o quão fundamental são as liberdades para a prosperidade de uma nação.

 

%d blogueiros gostam disto: