Connect with us

Economia

O milionário mundo dos streamers do Twitch

Published

on

Completando 15 anos de existência em 2020, o YouTube é inegavelmente o dono do mundo dos vídeos online até hoje. Perdendo apenas para seu “irmão” Google, o site debutante é o segundo mais acessado no mundo inteiro.

Existe porém, uma área nesse reinado que o YouTube não conseguiu cravar sua bandeira no topo. Trata-se das transmissões ao vivo de jogos de videogame, popularmente conhecido como live streaming. E nessa área, quem domina é o Twitch.

O Twitch é um site que funciona como serviço de transmissão de vídeos ao vivo, com foco em videogames. Criado em 2011 como um subproduto da Justin.tv, o site foi comprado pela Amazon por 970 milhões de dólares em 2014.

Mas se engana quem pensa que o sucesso veio pela aquisição da Amazon. Segundo o site Business Insider, no final de 2013/início de 2014, o site era a quarta maior fonte de pico de tráfego da internet dos Estados Unidos, e representava 40% de todo conteúdo transmitido ao vivo em toda a internet.

Não à toa, o site chamou a atenção da gigante de ecommerce Amazon, e ascensão não parou desde então. Em 2019 o Twitch foi responsável por 70% de todas as transmissões ao vivo na internet. Hoje é o 12º site mais acessado nos Estados Unidos, o 33º no mundo e 36º no Brasil, segundo o ranking da Alexa.

Se os números do Twitch são impressionantes, o mesmo não poderia ser diferente para os seus criadores de conteúdo.

Com uma audiência impressionante, os streamers como são conhecidos, criam uma relação ganha-ganha com o site ao levarem sua base de fãs até o site e serem muito bem recompensados por isso.

Como os streamers ganham dinheiro?

Basicamente existem quatro formas de um streamer do Twitch ganhar dinheiro, são elas:

1. Doações
2. Anúncios
3. Inscritos
4. Patrocínios

Doações

As doações no Twitch funcionam de três formas:

a) Através de bits:
Os bits funcionam como uma moeda no Twitch, e seu valor flutua. Basicamente os fãs compram esses bits do Twitch e doam para o streamer.

b) Doações de custo livre: São doações em que a pessoa não precisa despender de um valor para tal, para isso, testam algum jogo ou aplicativo, e a remuneração por esses testes vai para o streamer.

c) Doações diretas: Como o nome diz, é o dinheiro enviado diretamente para o streamer. Podem ocorrer diretamente por um link de PayPal criado pelo streamer, ou através de empresas como a Streamlabs. Essa ferramenta permite que o fã envie a doação através de uma mensagem que aparecerá durante a transmissão ao vivo.

O streamer Disguised Toast -que aparece no “modesto” 79º lugar em número de seguidores no Twitch – realizou um vídeo em 2018 revelando que ganhava em média, 2.500 dólares por mês em doações, mesmo não encorajando seus seguidores a fazerem isso.

Anúncios

Os anúncios geralmente aparecem na tela do espectador logo quando ele acessa o canal de um streamer. A renda através desses anúncios são mantidas em segredo, mas deve-se imaginar que quanto maior a audiência, maior o ganho.

Os streamers ainda possuem um botão chamado “ad button” que eles podem pressionar a qualquer instante e rodar um anúncio. Esse recurso no entanto não é muito utilizado, pois cansa a audiência e seu retorno não deve ser muito grande.

Inscritos

Assim como no YouTube, o Twitch oferece a opção de se inscrever no canal do seu streamer favorito. Mas ao contrário do mesmo, no Twitch você precisa pagar para isso.

As opções de inscrição são:
a) Tier 1: 4,99 dólares por mês
b) Tier 2: 9,99 dólares por mês
c) Tier 3: 24,99 dólares por mês

A diferença de um Tier para outro depende de cada streamer, são eles que escolhem o que você ganha ao subir de nível.

A Amazon também permite que os usuários do Amazon Prime, consigam se inscrever nos canais sem pagar pelas taxas mensais.

A taxa de ganho de um streamer em cima das inscrições é de no mínimo 50%. Os números de inscritos não são revelados, mas o site Twitchtracker consegue chegar a uma estimativa bem apurada.

Se pegarmos o primeiro streamer da lista, Summit1G, assumindo ganho mínimo de metade do valor das inscrições, podemos deduzir que o mesmo recebe pelo menos 29 mil dólares por mês. Assumindo a taxa de câmbio de hoje 18/02/2020 (R$ 4,36), daria aproximadamente 126 mil reais mensais. Nada mal como mesada, hein?

Patrocínios

Se os números apresentados pelas outras fontes impressionam, prepare-se, pois é nos patrocínios que o dinheiro de verdade acontece mesmo.

O conceito é o de sempre, empresas pagam aos streamers para que exponham suas marcas. Nesse caso, o mais comum são as fabricantes de jogos pagarem para que os joguem.

Os valores? Segundo diversas fontes, uma transmissão patrocinada paga de 1 centavo de dólar até 1 dólar por espectador por hora. Ou seja, em uma transmissão “padrão” de 10 mil espectadores, os valores vão girar de mil dólares até dez mil dólares por hora de jogatina.

Em alguns casos, os valores ficam ainda mais surreais. Por exemplo, no lançamento do jogo Apex Legends, da Electronic Arts, foi relatado que a empresa pagou nada mais nada menos que 1 milhão de dólares para o streamer Ninja jogar o lançamento.

E os patrocínios não se limitam por aí, de teclados a cadeiras, de fones de ouvido a bebidas energéticas, as opções de patrocínio são inúmeras quando se trata de streamers do Twitch. Os valores nesses casos são negociados individualmente, e qualquer estimativa de ganhos se torna imprecisa.

Os streamers com maior número de seguidores

Visite os canais:

1. Ninja
2. Tfue
3. shroud
4. Spanishiwa
5. Riot Games
6. TimTheTatman
7. dakotaz
8. summit1g
9. Dr. Disrespect
10. pokimane

Os streamers brasileiros com maior número de seguidores

Visite os canais:

1. alanzoka
2. YoDa
3. jukes
4. Cellbit
5. gaules
6. jovirone
7. SkipNho
8. gafallen
9. Rakin
10. RiotGamesBrazil

Continue Reading
Comments

Copyright © 2020 Economista Visual

%d blogueiros gostam disto: